ERROS QUE IMPEDEM QUE A ORAÇÃO FUNCIONE E COMO CORRIGI-LOS

Erros que Impedem que a Oração Funcione e Como Corrigi-los

Acreditamos no poder do pensamento, do sentimento e da palavra, mas se você está despertando e for uma pessoa observadora, sincera e honesta consigo mesma, há de concordar que as orações ensinadas nas religiões não funcionam como deveriam. Caso contrário, a situação, de modo geral, não estaria tão ruim.

Não vamos discutir a fé de ninguém, não vamos dizer que estão orando para o deus errado, nem mesmo vamos dizer que Deus não existe.

A questão é que uma oração feita de forma errada pode ser nociva e trazer sérios problemas para a sua vida. A frase “Quanto mais rezo, mais assombração me aparece” pode ser realmente verdadeira se a pessoa cometer um erro grave que abordaremos.

Se o pensamento, o sentimento e a palavra têm poder, a oração deve funcionar. O problema é que, por falta de entendimento, as pessoas costumam orar de maneira errada.

Vamos ver os erros que impedem que a oração funcione:

1° ERRO – FALHA DE CONEXÃO

Quando você se concentra em uma oração, você canaliza a força do seu pensamento para que ela crie uma espécie de vibração em uma determinada frequência. Portanto, você dá vida a um evento ondulatório. A onda é uma particularidade da energia, já a forma e a frequência com que essa onda se manifesta determina a natureza e as propriedades específicas dessa propagação.

Depois de aproximadamente 70 segundos de concentração, a sua mente cria uma formação energética que se estrutura ao seu redor e, por conta das leis naturais, cria uma sintonia ou ressonância com forças de mesmo padrão.

Se você não sustentar a sua intenção por esse tempo mínimo de 70 segundos, então você não provoca o movimento ondulatório que dá vida a uma oração e faz com que ela se propague pelo espaço e pelas dimensões da vida.

2° ERRO – CAMPO REPELENTE

Este é um erro muito impactante. Por mais que uma pessoa tenha um bom foco na intenção da oração e fique assim por mais de setenta segundos, se ela não souber limpar o seu campo repelente, ela simplesmente diminuirá muito a sua força de oração.

O campo repelente está presente em 99% das pessoas, pois ele é criado pela crítica. Toda vez que você critica algo ou alguém, mesmo que você não perceba, você dispara na sua aura um padrão energético que, resumidamente, manifesta a sua insatisfação.

Por mais que você veja razão em uma reclamação (não estamos julgando as suas atitudes), quando a crítica acontece, o seu campo energético desenvolve uma força de oposição às correntes universais de energias vitais. Este evento energético provocado por uma crítica e intensificado pelo hábito da reclamação, da lamúria e/ou lamentação, simplesmente faz com que as trocas harmônicas naturais sejam repelidas.

Por conta dessa visão, fica fácil entender frases como “Ame o seu próximo como a ti mesmo”, “A cada um será dado conforme suas obras” e “Não faça para o outro aquilo que não gostaria que lhe fizessem”, pois todas elas guardam lições que atuam no sentido de explicar as leis que agem no mecanismo da oração.

Reclamação, lamentação e crítica dão origem ao campo repelente.

Talvez, você esteja pensando: “Mas isso é impossível!” ou ainda: “Como eu posso não criticar nunca?”.

Não estamos aqui para lhe julgar e dizer que você é um pecador por agir assim. Estamos aqui para lhe falar que é assim que esta lei natural funciona e que, se você souber se alinhar a ela, então você fará uma revolução na sua vida. Existem formas de treinar a nossa consciência para este hábito e nós vamos lhe ensinar algumas. Qualquer que seja a mudança positiva que você fizer, mesmo que seja quase insignificante, você já perceberá melhoras em sua vida.

3° ERRO – DUALIDADE E SÚPLICA

Este é o erro mais comum. Usualmente, as orações comuns implicam em dualidade. Elas sugerem que Deus está lá, ao passo que você está aqui, rogando a Deus. Tal dualidade é, em última análise, uma ilusão, porque a verdade é que Deus é uma Fonte de Energia e você é uma extensão desta Fonte. Deus é a Consciência (leia o tópico “Flor da Vida“) e você é parte desta Consciência, você é uma expressão do próprio Deus. Você e Deus se fundem, vocês estão misturados e não podem ser separados. Deus é como um oceano e, cada um de nós, somos como gotas. Juntos, formamos o oceano. Juntos, formamos a consciência maior, a Fonte de Energia que chamam de Deus. Sem as gotas, o oceano não existe; sem cada um de nós, não existe Deus. Todos nós somos um. Juntos, formamos a unidade. Você e Deus são uma coisa só e não podem ser separados. Sendo assim, as orações de súplicas, que sugerem dualidade, não são as formas mais profundas de orar. Comece, gradualmente, a cessar de pedir a alguém que faça algo para você porque isto o (a) mantém preso (a) na dualidade, bloqueia sua conexão com a fonte e diminui a força da sua oração.

Não tem sentido algum fazer preces de pedidos materiais porque, quando você faz isso, você acaba de criar o problema.

Por exemplo: “Eu não tenho nada, sou um miserável, estou muito doente, não tenho uma casa decente para morar, não tenho uma roupa decente para vestir, não tenho nada para comer, preciso da cura, tenha misericórdia de mim.”

Você não É nada disso. Você ESTÁ nesta situação até que você mesmo (a) mude a sua realidade. Quem cria a sua realidade é você. Você é um com Deus, todos nós fazemos parte da unidade, então, você é um (a) co-criador (a).

Nos tópicos “Você Atrai Aquilo Que Transmite” e “O Segredo Sem Segredos”, nós explicamos que os 3 dígitos do código da Lei da Atração são Pedir, Acreditar e Receber. Pedir é pensar, acreditar é sentir e receber é agir.

Quando você faz orações de súplicas ou preces de pedidos, você está pensando em tudo em tudo que falta e em tudo que você não quer, está sentindo emoções negativas, então, você está atraindo mais falta e mais de tudo aquilo que você não quer.

Quando você pensa e/ou diz: “Oh Deus, dai-me saúde, preciso de mais dinheiro, me dê um carro, etc.” você está mostrando/afirmando que é doente, pobre e não tem um carro, ou seja, você está emitindo carência e cada nível do seu ser sente isso, portanto, você está atraindo mais carência porque Você Atrai Aquilo Que Transmite. Se você está concentrado (a) na falta, é mais falta que você vai ter.

A Lei da Atração é uma lei universal. É como a chamada lei da gravidade, todos nós estamos sujeitos a ela, mesmo que não saibamos ou não acreditemos. Ninguém pode fazer nada por você se é você mesmo (a) que está criando esta realidade. Você está pensando, sentindo e falando em doença e miséria, então, é isso que você está atraindo. Se você quer ficar doente e na miséria, fique. Ninguém pode te impedir. Deus não pode fazer nada por você se você escolheu doença e miséria porque você e Deus são uma coisa só e não dá para desvincular isso. Não existe “Ele”, existe “nós”. É preciso corrigir esta linguagem.

Você não precisa se ajoelhar, não precisa colocar os joelhos e a testa no chão, chorar e suplicar nada. Você só precisa louvar e agradecer. Percebeu que isso é Mecânica Quântica (leia o tópico “As Escrituras Ensinam Física Quântica e o Poder do Pensamento“)?

Quando dizemos louvar, isto não significa cantar salmos ou hinos religiosos, não significa cantar música Gospel, nem gritar: “Glória a Deus!”, “Aleluia!”, “Halleluyah!”. Louvar significa exaltar, glorificar, elogiar. Se você diz, por exemplo, que tem família e amigos maravilhosos, você já está louvando. Agora, basta ser grato (a) por ter pessoas tão maravilhosas em sua vida: Agradeça! Assim, você vai atrair, para a sua vida, mais pessoas maravilhosas, que te amem, não somente amigos, mas também o par ideal.

Se você quer, por exemplo, ser curado (a) ou ficar rico (a), você tem que afirmar que é! Diga: “Eu sou sadio (a)”, “Eu sou próspero (a)”. Quando você faz a afirmação no presente, você está criando a realidade.

Afirmações assertivas, se feitas corretamente, podem atuar como belos substitutos para as orações que comportam dualidade. Afirme: “Eu sou sadio (a) e estou completamente em paz”.

Após isso, deixe haver espaço, permita que o espaço entre e atue. Apenas o “campo” sem forma do puro espaço. E descanse nesse estado. Silencie sua mente (leia o tópico Aquietar a Mente). Realmente, a inteligência e o poder residem nesse espaço. Nesse estado de “espaciosidade”, a sua experiência é a de que você já é o Todo – inteiro (a), pleno (a), completo (a).

Você pode curar uma pessoa – quer a pessoa doente esteja ao seu lado, quer ela esteja distante e lhe venha à mente. A mais poderosa maneira de curar, no nosso entender, é manter consigo a imagem da pessoa e mover-se profundamente para dentro de si (meditando), onde se encontra a Totalidade da Vida. Onde absolutamente nada é necessário, onde nada pode ser acrescentado. Nesse lugar profundo onde está a Totalidade da Vida, você contata também a totalidade daquela pessoa – ela já está curada/inteira nesse nível mais profundo, além da forma. Então, seguindo esse método, você parte da forma e se move para a dimensão da não-forma (ensinamos como fazer isso, no tópico Mude Sua vibração Para Mudar Sua Vida).

Essa é a última e mais elevada forma de cura, e que é realmente o tipo não-dual de oração. Nela, você vai além da oração, na qual diz: “Por favor, Deus, cure o fulano!”. Você penetra e contata a própria Fonte, que é inseparável de quem você é, e que é inseparável de quem é essa pessoa.

A oração pode converter-se gradualmente em uma atitude de escuta.

Qual é o significado de “ouvir”? Ouvir significa que há um campo nú, “vazio”, de pura atenção, o qual é percebido quando despido das projeções dos pensamentos. Nesse campo, você percebe a inocência, a pureza, a simplicidade e inculpabilidade de todas as coisas. Permanecer nesse campo é o que significa a atitude de escuta. Não significa que você esteja esperando por alguma resposta, porque então você não estará realmente ouvindo. Na escuta você absolutamente não espera por nada – há apenas um campo de atenção pura. Essa é uma oração muito mais profunda do que com qualquer palavra proferida. Não há sequer o desejo de que a oração seja atendida, ou obter uma resposta. Estar em silêncio é o bastante.

Quando está escutando, você não está esperando por nada – há somente um campo de pura atenção.

Essa é uma forma de oração muito mais profunda e muito mais verdadeira do que qualquer palavra é capaz. A verdadeira oração acontece naquele ponto onde a própria oração também se converte em meditação: ela é ambas. Ela não espera por respostas, estar em profundo silêncio é um estado de graça, e isso é o bastante. Algumas vezes a resposta surge; algumas vezes, também, de repente, as coisas apresentam-se solucionadas.

Quando surgir qualquer problema pertencente a este mundo, qualquer distúrbio – e eles acontecem o tempo todo envolvendo: pessoas ao seu redor, perturbações na mente, etc. -, apenas vá para o estado de “escuta”, de pura atenção, de pura consciência, no qual você se torna ciente da presença. O ato de escutar a presença é uma maneira poderosa de falar sobre ela e transmiti-la.

Quando você está presente, é como se você estivesse em um estado de escuta. É importante dizer, contudo, que o termo “escuta” tem sido usualmente associado com o sentido físico da audição. Mas, aqui, o termo “escuta” refere-se a um estado que se encontra além dos sentidos que percebem os fenômenos físicos; é um estado de consciência que sublinha, subjaz e que dá a base à existência do próprio sentido da percepção sensorial auditiva.

Todo mundo sabe como é esse estado, porque quando você está realmente ouvindo um som fraco, o que é o estado de consciência que está por trás e que escuta aquele som fraco? É um estado de alerta absoluto e descontraído, relaxado. Assim, quando dizemos escuta, isso é algo útil, pois todo mundo sabe o que significa escutar.

Estamos apenas apontando para o fato de que a percepção sensorial externa não é a essência do escutar. O verdadeiro escutar, a essência da escuta é o estado subjacente da consciência, de receptividade absoluta e presença de alerta, que está por detrás da percepção sensorial auditiva.

Uma das parábolas de Yeshua Ben Hur (leia o tópico “A História da Humanidade – Parte 5”) falava sobre um servo que tinha o dever de ficar acordado, em estado de alerta, porque o servo não tem o conhecimento de quando o dono vai voltar para casa.

Muitas das coisas de hoje apresentam-se a nós de forma um pouco distorcida, pois foram transmitidas verbalmente, e somente depois disso é que foram registradas e, nesse processo, certas coisas foram viradas do avesso, e outras desapareceram. Ao mencionar o servo que esperava pelo mestre, Yeshua estava falando sobre uma atitude diferente – um estado de consciência. O servo está esperando em um sentido diferente da coisa normal que chamamos de “espera”, que nada mais é do que a mente dizendo “Quando irá acontecer? Por que ainda não ocorreu?”. O sentido utilizado aqui por Yeshua é completamente diferente. Muitas e muitas vezes, Yeshua fala a respeito da espera, da importância de ficar acordado, alerta. Essa é uma parte muito importante de seu ensino: ficar acordado, não ir dormir, permanecer presente. Isto não significa “não dormir”, não significa apenas estar acordado. Isto significa estar desperto, estar atento, vivendo o momento presente (Assista aqui o vídeo “O Poder do Agora”). Assim, todas as palavras que você usar na oração, lembre-se de fazê-lo como ponteiros ou indicadores para isso. Então você poderá dizer verdadeiramente: “Eu estou ouvindo”.

A oração mais genuína acontece quando você adota a atitude de ouvir, em quietude, ao invés de proferir palavras. Quer se comunicar com Deus? Meditando, você pode silenciar sua mente para que possa entrar em contato e ouvir o Eu Superior.

Vamos esclarecer uma coisa: Você não precisa pedir coisas a Deus. Existe a Lei da Atração que deixa todos na posição de co-criador. Isso quer dizer que você cria sua realidade. Dentro de você há um o poder infinito de criação em potencial. Basta você usá-lo.

Aqui mesmo, neste Blog, você pode assistir ao filme “Você Pode Curar Sua Vida”, de Louise Hay, onde o autor Gregg Braden faz um relato incrível: Ele morava no deserto do Novo México onde se passava a pior seca da historia. Um amigo o convidou para ir a um lugar onde “a pele entre os mundos é mais fina” para fazer orações para chuva. Chegando lá, era um circulo de pedra que estava ali ha muito tempo e ele nem sabia quem as colocou lá. Seu amigo tirou os sapatos e entrou descalço no circulo. Ele fechou os olhos e saudou todos os seus ancestrais e, depois de uns 20 segundos, ele saiu do circulo para ir embora. Gregg perguntou: “Não iríamos rezar para chover?” E seu amigo o respondeu: “Não, se rezarmos para chover, nunca choverá por que, quando rezamos para algo acontecer, estamos mostrando que não temos aquilo.” Gregg perguntou: “Então, o que você fez nos vinte segundo que ficou ali?” Ele respondeu: “Fechei os olhos e senti o que eu sinto quando piso na lama, lá no vilarejo, e a lama esta lá por que há muita chuva. Senti o cheiro da chuva, senti que estava correndo nos campos de milho, e o milho cresceu muito alto por que chove muito.”

Essa historia é magnífica, e ensina como o Universo funciona. Se você entendesse isso, já mudaria toda sua vida. Em uma oração, você deve sentir que você já tem o que quer. Esta é a chave para uma oração correta. Visualize e sinta você no carro dos sonhos; visualize e sinta você prospero (a), com muito dinheiro; visualize e sinta-se sadio (a); visualize e sinta seu par ideal ao seu lado e tudo isso virá para você, com toda certeza. Visualize e sinta seus sonhos sendo realizados!

No próximo tópico (“Como Fazer Uma Oração Eficaz”), vamos ensinar como fazer uma oração simples, forte, eficiente, eficaz e transformadora, mas nós precisamos que você faça um exercício necessário antes de aprender esta prática poderosa. É o seguinte: Você precisa começar a limpar o seu campo repelente e, para isso, você precisará controlar a crítica sobre tudo e sobre todos por, no mínimo, dez dias.

EXERCÍCIO PARA ELIMINAR O CAMPO REPELENTE

– Procure aspectos positivos das pessoas com quem você convive ou se relaciona e, ao invés de criticar, procure elogiar. Todos nós temos defeitos e qualidades. Observe as qualidades das pessoas e faça elogios sinceros.

– Procure aspectos positivos das situações, circunstâncias e/ou eventos (acontecimentos) dos quais você, normalmente, reclamaria. Todo evento desagradável tem seu lado positivo, mesmo que seja apenas o aprendizado.

De agora em diante, faça o que tiver que ser feito e elimine a crítica da sua vida. Não critique as coisas, as pessoas e as situações.

Sempre que você se perceber no hábito da reclamação e da lamentação:

– Simplesmente, diga para si mesmo (a): “Cancela, cancela, cancela!”;

– Inspire profundamente até alcançar a expansão plena dos pulmões e expire lentamente. Repita esta operação 20 vezes ou quantas vezes forem necessárias até ficar em paz.

Para lhe ensinarmos como fazer parte da Sintonia de Luz, precisamos que você faça a sua parte e se comprometa em vigiar toda e qualquer forma de crítica. Lembre-se de cancelar esse hábito terrível. Pode não parecer fácil, mas é possível!

“Não é necessário seguir uma religião para orar diariamente sobre os propósitos de vida em cada dia. Basta falar em voz que os próprios ouvidos possam ouvir frases afirmativas e no tempo presente, mesmo por questões ainda por acontecer. É no exercício da oração que se desenvolvem muitas observações sobre a condução da própria vida, pois ao tentar desenvolver frases adequadas, ocorre uma mobilização e a percepção de que nem sempre o indivíduo sabe o que quer e nem o que fazer para realizar seus desejos. Como seres Divinos e merecedores da felicidade, pode-se psiquicamente fortalecer a dedicação no caminho objetivo da harmonia consigo e com os outros, pois respeitosamente cada um tem direito a realizar-se, sem precisar tirar ninguém do seu caminho.”

Juarez Gurdjieff

Créditos: Bruno J Gimenes, Eckhart Tolle, Prof. Hélio Couto e Lucas Nathan

Se você gostou deste Blog, cadastre-se para receber nossas melhores dicas, novidades e sugestões:

Seus dados estão protegidos e não serão fornecidos a terceiros.

Mando-te Boas Vibrações!

LOGOTIPO 002

 

 

 

4 comentários em “Erros que Impedem que a Oração Funcione e Como Corrigi-los

Comente

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s