QUEBRANDO VIDRO

Quebre o Hábito de Ser Você Mesmo e Crie Sua Realidade

Se você tomou conhecimento da Lei da Atração, leu alguns livros, assistiu alguns vídeos, mas parece que não funciona contigo, este tópico é importante, especialmente para você.

Antes de começarmos, faça algumas perguntas a si mesmo. Pergunte a si mesmo se você realmente acredita na idéia de que o modo como você pensa tem algum efeito na sua vida. Pergunte a si mesmo se você realmente acredita que são os seus pensamentos que criam a sua realidade. Se a resposta for não, você acaba de descobrir a razão pela qual você não consegue atrair o que quer conscientemente. Se a resposta for sim, pergunte a si mesmo se você tem o hábito de acordar de manhã e, conscientemente, criar um futuro. Se você não faz isso todos os dias, é porque você não acredita, realmente, que seja verdade. Se você realmente acreditasse que pode mudar sua vida, atrair tudo o que deseja e realizar seus sonhos, você não perderia um único dia. Você não permitiria que um pensamento, que você não gostaria de experimentar, permanecesse em sua consciência.

De acordo com a Neurociência, seu cérebro é organizado para refletir tudo o que você sabe, na sua vida. Ele é um registro do seu ambiente, um relatório do seu passado. Portanto, se você acredita nisso, é o ambiente que controla o seu pensamento ou é o seu pensamento que controla o ambiente?

Se você acordou de manhã, desligou o despertador com o mesmo dedo, saiu da cama pelo mesmo lado que saiu ontem, calçou os mesmos chinelos, foi ao banheiro e usou o toilet do mesmo jeito que você sempre faz, olhou no espelho para se lembrar de quem você é, foi para o chuveiro e tomou banho seguindo a mesma rotina, se vestiu para parecer como todos esperam que você pareça, foi para a cozinha e tomou café na sua xícara favorita, foi para o trabalho do mesmo jeito que você fez ontem, viu as mesmas pessoas que desencadearam em você as mesmas respostas emocionais, fez as mesmas coisas que sabe fazer, que memorizou e se tornou um expert nelas, voltou para casa, entrou na internet, jantou, assistiu TV, e foi para a cama começar tudo de novo, seu cérebro mudou de alguma maneira, neste dia?

Você está pensando as mesmas coisas, realizando as mesmas ações, que criam as mesmas experiências, que produzem as mesmas emoções, mas secretamente, esperando que algo mude na sua vida.

Como o ambiente desperta diferentes circuitos no seu cérebro, você começa a pensar igual ao seu ambiente. Como você vê as mesmas pessoas, vai aos mesmos lugares e faz as mesmas coisas, na mesma hora, é o ambiente externo que está despertando diferentes circuitos seu cérebro, levando você a pensar igual a tudo o que você sabe.

Uma vez que você pensa igual a tudo o que você sabe e é familiar a você, o que você continua criando? A mesma vida!

A lei quântica continua se aplicando à você. Você está pensando igual a tudo o que você sabe e continua criando mais do mesmo.

Para realmente mudar, é preciso pensar maior que o ambiente, e todas as grandes pessoas, na história, sabiam disso. Seja William Wallace, Mahatma Ghandi, Martin Luther King, Joana D’arc, a Rainha Elizabete I, todos eles tiveram uma visão. Todos tiveram uma idéia. Não podiam ver, cheirar, saborear ou sentir isto, mas estava vivo em suas mentes. Estava tão vivo em suas mentes que eles começaram a viver como se aquela realidade estivesse acontecendo naquele momento.

Você pode acreditar em um futuro no qual você ainda não pode experimentar com os seus sentidos?

Você pensou sobre ele o suficiente para que o seu cérebro mude para parecer que o evento já está acontecendo?

A Neurociência diz que isto é absolutamente possível.

Sua personalidade cria sua realidade pessoal. É isso. Simples assim. E sua personalidade é feita como você pensa, como você age e como você sente. Então, a personalidade que está presente, lendo este tópico neste momento (você) criou a realidade presente chamada sua vida.

Se você quiser criar uma nova realidade pessoal, em um nível fundamental, você precisa mudar os seus pensamentos, seus hábitos, as emoções que você memorizou e que se tornaram parte de sua identidade, e o comportamento que você está demonstrando.

Existe um princípio, na Neurociência, que diz que as células nervosas que se comunicam, continuam se comunicando, então, se você continua mantendo os mesmos estados mentais e corporais, de novo e sempre, seu cérebro começa a trabalhar na mesma sequência, nos mesmos padrões e nas mesmas combinações.

Sempre que você faz seu cérebro trabalhar de certa maneira, isto é chamado mente. Mente é o cérebro em ação. Então, como você lembra, todos os dias, de quem você pensa que é, você está fazendo seu cérebro funcionar exatamente da mesma forma. E como ele funciona no mesmo padrão, com o tempo o cérebro se vicia num padrão muito limitado e isto é chamado personalidade.

A maioria das pessoas tenta criar uma nova realidade pessoal com a mesma personalidade e isso nunca funciona. Se você quer mudar de vida, você tem que mudar, tem que se tornar outra pessoa. Mas como você continua tendo os mesmos pensamentos, realizando as mesmas ações e vivendo as mesmas experiências que produzem as mesmas emoções, você continua criando a mesma realidade e atraindo as mesmas coisas.

Aquela caixa em nosso cérebro não é inteiramente uma caixa, mas são os programas neurológicos que, comumente, rodam de forma redundante porque a maioria das pessoas continua fazendo as mesmas coisas repetitivamente.

Para mudar a sua vida, você precisa fazer seu cérebro trabalhar em novas sequências, novos padrões e novas combinações, para que ele aja de forma diferente. E um ingrediente que te permite fazer isso é o conhecimento ou informação. Porque toda vez que aprende algo novo, você cria uma nova conexão no seu cérebro. Aprender é forjar novas conexões. Lembrar é manter ou sustentar essas conexões.

Toda vez que você tem um pensamento, você produz uma substância química. Se você tiver pensamentos grandes, ilimitados ou alegres, você ativa certos circuitos, em seu cérebro, que se conectam em sequências, padrões e combinações muito específicas, que produzem um nível mental, que ativa outra parte do cérebro que produz uma substância química para que você sinta exatamente da maneira como está pensando, grande, ilimitado ou alegre. Agora, se você tiver pensamentos negativos, tristes ou auto-depreciativos, você ativa diferentes circuitos, em combinações diferentes, em sequências diferentes, em padrões diferentes, que produzem um nível mental diferente e então, o cérebro começa a fazer um lote diferente de substâncias químicas, que sinaliza o corpo para que você comece a sentir da maneira como você está pensando: negativo, triste, auto-depreciativo, não merecedor.

No momento em que você sente do mesmo modo como pensa, porque seu cérebro está em constante comunicação com o seu corpo, você começa a pensar do mesmo modo como sente, o que produz mais substâncias químicas para que você sinta da forma como pensa. Isto se torna um círculo vicioso e algumas pessoas fazem isso por 20, 30 ou 40 anos.

Com o tempo, a redundância deste círculo cria o que o que é chamado de “estado de ser”. E estado de ser é quando sua mente e corpo estão trabalhando juntos, os seus pensamentos e sentimentos estão alinhados com um conceito.

Pensamentos são a linguagem do cérebro e sentimentos são a linguagem do corpo. E como as pessoas são pegas por este círculo de pensar e sentir e pensar, com o tempo, elas condicionam seus corpos a memorizar aquela emoção tão bem como a mente consciente. E sempre que o corpo sabe tão bem quanto a mente, isto é chamado de hábito. Um hábito é quando seu corpo é a mente.

Quando você chega aos 35 anos de idade, 95% de quem você é já se tornou um conjunto de comportamentos memorizados, um conjunto de reações emocionais, crenças, percepções e atitudes que funcionam como um programa de computador. Então, 5% da sua mente começa a trabalhar contra 95% daquilo que você memorizou. Você quer pensar positivamente, mas está se sentindo negativo. Você quer criar um quadro de visualização ou livro dos sonhos, com imagens de sua vida futura, mas se sente desmerecedor. Isto é mente e corpo em oposição. Você precisa recondicionar o corpo para uma nova mente.

Existem pessoas que memorizam o sofrimento, então, quando nós indicamos livros, áudios ou vídeos, elas não lêem, não ouvem e não assistem. Convidamos para jantar, assistir uma comédia ou dar uma volta pela orla, mas elas não vão porque elas insistem nesta ordem neuroquímica, e ninguém, nada e nenhuma experiência pode movê-las deste estado.

O cérebro nos permite nos mover para um novo estado de ser. O campo quântico ou mente universal responde a quem você está sendo, não ao que você está pensando ou sentindo, mas à combinação de como você está pensando e sentindo, chamada “estado de ser”. E o que a maioria das pessoas espera para realmente querer mudar? Crise, trauma, doença, perda ou diagnóstico. Elas esperam até o ponto em que o ego chegou a um nível tão baixo que elas não podem continuar do jeito que estão. É aí que elas começam a pensar em como estão pensando, no que acreditam, em como agem, em suas atitudes ou em quais são as emoções que as dominam.

Por que esperar? Nós podemos mudar em um estado de dor e sofrimento, o que tende a ser o modelo humano, ou podemos aprender a mudar em um estado de alegria e inspiração.

Você quer saber qual é a parte mais difícil de todo este processo?

Está preparado para a resposta?

A parte mais difícil de tudo isso é reservar um tempo para fazê-lo. Reservar um tempo para o seu precioso EU.

Se você fizer o esforço de sentar e projetar uma vida, e fazer disso a coisa mais importante, e passar tempo todos os dias alimentando-a como um jardineiro alimenta uma semente, você produzirá um fruto.

No início, pode demorar para que você consiga desenvolver a arte de afastar a sua mente de todas as coisas que você precisa fazer. Mas a maioria das pessoas pára porque quer ver resultados no seu mundo após um pequeno esforço. E quando não vêem resultados, imediatamente descartam sua possibilidade. Porém, logo do outro lado disso; logo após o ponto em que pararam, ainda está o potencial existindo. Somos preguiçosos como seres humanos. Vivemos em um mundo de conveniências. Se não conseguimos imediatamente o que queremos, nos tornamos impacientes. E a lei quântica também reage a isso.

O menino da favela torna-se um dos jogadores de futebol mais bem pagos do mundo porque ele não desiste; a mocinha do interior torna-se uma das maiores top models do mundo porque ela não desiste; o vendedor ambulante torna-se um dos maiores empresários do país porque ele não desiste. Todas as pessoas bem sucedidas acreditam em seus sonhos e investem neles, por mais que os outros digam a elas que é impossível e as circunstâncias façam parecer que jamais vão conseguir.

Você precisa estar disposto a dedicar parte do seu dia, sentar todos os dias e agradecer por estar vivo; agradecer pela vida que tem. Com pura sinceridade, começar a observar com a intenção de planejar um novo futuro positivo para você mesmo. Se observar de maneira adequada e fizer isto de maneira adequada, você verá oportunidades começarem a aparecer em sua vida, não como você pode prever, mas fora das suas previsões – elas devem estar fora das suas previsões porque, quando estão, você sabe que vieram de uma mente maior. Se estiverem dentro das suas previsões, você estará criando mais do mesmo. Como podemos criar um novo mundo se prevermos o resultado? Não queremos criar nada novo?

Esta sinceridade e este nível mental dão oportunidade para que as pessoas primeiramente apliquem princípios para escolher a realidade potencial e observá-la. Ao fazer isso, estão dispostas a dizer: “Eu sei que a Física Quântica funciona para os pequenos”.

Isto funciona para todos, mas quando você se torna um dissidente e diz que os grandes que já viveram disseram que tudo começa com um pensamento ou um sonho, por que não começa a aplicar isso à sua vida pessoal?

Não é que o campo quântico não responde, é que você precisa aumentar o seu nível de VONTADE e SINCERIDADE. Quando isso acontecer, você poderá ver resultados mensuráveis em sua vida. Certamente, há um caminho pelo qual você pode ver resultados mensuráveis. É uma habilidade, é preciso prática.

Há uma escola, no nordeste dos EUA, chamada Rapton School of Enlightenment. Todos os alunos, nesta escola, criam o seu dia. Todos os alunos levam a sério a questão de não mais se tornarem uma vítima dos seus dias; ao contrário, eles abençoam cada dia e permitem que ele se desenvolva de acordo com seus desejos.

Todos têm seu próprio nível mensurável de vontade, mas se praticarmos o nosso ensaio mental e nossa habilidade de poder fazer isso, vamos mostrar que certos circuitos cerebrais cresceram a partir do nosso esforço. Em outras palavras, ficará mais fácil fazê-lo.

Se aceitarmos esta idéia, isso nos permitirá voltar no dia seguinte e fazê-lo com mais certeza e mais aceitação. Isto, em si, não é diferente de orar. Repare que não há nenhum texto religioso que diga que o pensamento não tenha importância. Não há nenhum texto religioso que diga que sua oração e sua intenção não serão atendidas. Explicar como isso acontece é justamente a tarefa da Física Quântica e do observador. No entanto, quando tornamos o pensamento mais forte do que qualquer outra coisa – nosso cérebro foi planejado para fazer isso, nosso lobo frontal com seu espaço gigantesco é o altar sobre o qual colocamos nosso pensamento, e nos dá a permissão para sustentar um pensamento por um longo período de tempo, enquanto baixa o volume de estímulos externos – nós esquecemos o tempo e o espaço. Este é o exato momento em que estamos adentrando o campo quântico. Este é o momento em que estamos tornando o pensamento mais real do que qualquer outra coisa.

No vídeo abaixo, a Física Quântica prova, através do experimento da dupla fenda, que é o seu pensamento que cria a sua realidade:

Você tomou conhecimento da Lei da Atração e quer ver resultados. No vídeo acima, vimos que é o olhar do observador que determina o resultado.

O observador é seu Eu Superior, seu Ser Interior, seu livre-arbítrio permitindo que você faça o que quer que você queira da sua vida. Todos têm livre-arbítrio. E temos um aspecto constante em nós mesmos, o observador que está observando a vida em todas as coisas. É a força, a inteligência, a vontade que une tudo. Todos os seres humanos têm isso. É uma lei; estão conectados a isto. E é generoso e amável o suficiente para nos dar vida, independente do nosso humor, escolhas ou opiniões. Quando este observador está observando a vida dentro de você, você deve copiar o mesmo princípio ao observar a sua vida, promulgar a mesma ação que o observador criando a vida. Você está criando uma vida nova. Quando se alinha com o observador, você ativa seu maior potencial, que é a criação.

Quando você se sentar para criar o seu dia, você deve se sentir maduro o suficiente para pedir uma resposta, dizer: “Eu quero que aconteça e quero que seja de um jeito que elimine qualquer dúvida. E quero que esteja fora dos limites daquilo que posso aceitar ou prever. E faça-o de maneira que me deixe surpreso ou maravilhado para que me inspire para repeti-lo e aprenda mais aplicando mais conhecimento a minha próxima criação”.

Para não prolongar muito este tópico, vamos mostrar um exercício diário. É importante que você faça isso todos os dias para quebrar o hábito de ser você mesmo e criar o hábito de criar sua nova realidade.

COMO CRIAR O SEU DIA

Quando acordar, pense como você quer que seja o seu dia. Formule o que quer e diga como você quer que seja.

Se você está consciente desenhando seu destino, se está aceitando conscientemente a idéia de que seu pensamento pode afetar sua realidade e assim sua vida, pois realidade é igual a vida, então, faça um pequeno pacto, quando cria o seu dia. Diga:

“Estou tirando esse tempo para criar o meu dia, e assim estou afetando o campo quântico. Se existe mesmo um observador me vigiando o tempo todo, então, me mostre um sinal de que prestou atenção nas coisas que criei; e faça com que aconteçam do jeito que espero; que eu fique surpreso com a minha habilidade de sentir essas coisas e que eu não tenha dúvidas que venham de vocês.”

 Você tem que formular o que quer e se concentrar nisso. precisa se focar e ter consciência disso. No momento em que estiver totalmente envolvido nesta experiência, você vai perder a noção de quem você é. Vai perder a noção do tempo e de identidade. Aquilo que estiver vendo naquele momento será a única coisa real.

Todos já tiveram esta experiência quando puseram na cabeça que queriam muito algo. Isto é a Física Quântica em ação, é a manifestação da realidade, é o observador em pleno efeito.

Como você pode medir os efeitos? Simplesmente vivendo sua vida. Repare se algo mudou. Se algo tiver mudado, você se tornou o cientista da sua vida, que é a razão de estar aqui.

O cérebro adora resultados, ele gosta de saber quando teve sucesso ou atingiu um objetivo para que ele possa fazer novamente.

Fonte:

Breaking the Habit of Being Yourself – Dr. Joe Dispenza

Dr. Joe Dispenza é bioquímico, neurofisiologista, doutor em medicina quiroprática, pós graduado em neuroquímica, anatomia, fisiologia e genética.  

Mando-te Boas Vibrações!

LOGOTIPO 002

3 comentários em “Quebre o Hábito de Ser Você Mesmo e Crie Sua Realidade

  1. É!!!! INÁCIO LULA…UM SONHO SER ALGUÉM…COMO….FEZ UM PARTIDO….TENTOU UMA VEZ…DUAS VEZES….NÃO SE CANSOU…MAS UMA VEZ..E..NA MOSCA….HOJE UM DOS HOMENS MAIS BEM CONCEITUADO NO MUNDO…..E AINDA NÃO ACABOU…. SEU SONHO É TERMINAR O SONHO QUE SONHOU….NÃO TEM HABITO O CARA É ELE MESMO…..NÃO É “EX” É SEMPRE PRESIDENTE. É UM RARO ESPELHO.

    Curtir

  2. Pingback: DInâmica Energética do Psiquismo

Comente

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s